quarta-feira, 16 de abril de 2008

Mesmo erro

Seria sempre assim.
Ele parou. Tocou a pele marcada do namorado. Sentiu um arrepio.
Mais uma vez ele ia. Mais uma vez ele partia.
O sol brilhava no horizonte quando ele sentiu que estava na hora de deixar a pessoa que mais amava para trás.
Estava errado por pensar que nunca daria certo?
Sentiu a dor no peito, sentiu o mundo acabar.
Eram as dúvidas suas maiores inimigas, aquelas que abriam nesgas em seu coração.
E ele sangrava.
Ele parou. Tocou a pele marcada do namorado. Sentiu um arrepio.
Seria sempre assim.

_______

Pelo infinito...
Fica mais legal se ler de baixo para cima, de novo...
;)

4 comentários:

Anônimo disse...

Quando o amor é verdadeiro, supera qualquer obstáculo que, porventura, encontramos ao longo dessa grande aventura chamada VIDA.

*.* Dessa *.* disse...

legal e estimulante.
bejuu

Kassandra Viana disse...

Durante alguns anos passei por isso... Despedidas doloridas em rodoviárias e aeroportos... Até que me convenci de que seria sempre assim e desisti... Agora quero o amor mais perto, mais junto, mais concreto...

Bjs!

Guhn disse...

See Please Here