quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Ferrugem

Daí, quando me pedem o que mais chamava a atenção em você, eu não hesito. Não, não era o teu sorriso. Muito menos os teus olhos. O que eu mais gostava em você eram as sardas que cobriam o teu rosto, mascarando num ato natural aquilo que você mais tinha medo de demonstrar: tua verdadeira face.
Não que eu me importe que você tenha mentido.
Mas é que sinto saudade das tuas sardas...

3 comentários:

mirianne disse...

mentiras doces e naturais feito maçã. parecem as mais fáceis pra dar crédito intenso.

Noah Black disse...

é tao weasley ^^

F. Reis disse...

meu Deeeeus do céu, Sa... me diz o nome dele? hahahaha

não é possível que seja mas não é possível que não seja o mesmo, sabe como?