sábado, 21 de março de 2009

Mit Ihnen

Eu sonhei com você esta noite.

O seu cheiro continuava o mesmo, seus olhos com o mesmo brilho. Seu sorriso nunca me pareceu tão lindo e sua pele estava macia, com aquelas sardas pequeninhas e quase imperceptíveis que eu tanto gosto.

Mas seu cabelo estava diferente - mais curto e mais cacheado. Como um anjo.

E sua posição também não era a mesma dessa nossa vida real.

A gente estava junto e era só isso que importava.

Nem as escadas, nem os manequins, nem as paredes enormes de vidro que nos mantinham presos numa bolha no meio da terra seca. Nada disso tinha valor nenhum pra nós dois.

E eu estava feliz como jamais estivera.

Você estava feliz como jamais estivera.

E o cheiro doce que rodeava aquele lugar era tão reconhecível que não me parecia mais um sonho, mas sim uma lembrança.

E então eu acordei.

E o único cheiro que eu sentia era o meu perfume, e a única lembrança real que eu tinha era de um mês de dezembro sem adeus, e de um ônibus lotado por estranhos.


5 comentários:

jls disse...

Sonhos...Tantas sensações, lembranças, saudade e desalento...

Noah Black disse...

é bem complicado ter de acordar... porque no sonho e a gente pode e a gente tem... e acordado a gente só tem a gente - eu não acho isso ruim .D

Andressa (Dessa Borba) disse...

lindo demais, sei que pareço repetitiva pois basicamente digo isso em todos os comentários mas é isto que acho de todos os teus textos , lindos como vc coração!!!!!



ps: estou com preguiça de fazer o login..hehehe =P

laís D'Andréa disse...

É tão bom, tão doce sempre, tão real, real do jeito que nossas lembranças podem captar, é mais forte do que a gente imagina. Mas acordar é um baque, um soco no estômago. Não é difícil, porque não se trata de uma escolha; quando você vê, já abriu os olhos e já refez a atmosfera comum de todos os dias. E o que sobra são mesmo as impressões da memória, nossos grandes tesouros.

Lindo texto! Sempre que vejo meus feeds e o seu blogue está na lista dos atualizados, sei que vem algo intenso por aí; e nunca me decepciono.

yuri disse...

saudades de vc samanta =}
de conversar com vc