domingo, 25 de janeiro de 2009

Ad Te*

O sol brilhou – como se fosse apenas para você.
O vento parou – como se fosse apenas para você.
O mundo girou – como se fosse apenas para você.
Eu mudei. Por você e apenas para você.
Porque nada mais importava – nem meus planos, nem meus ideais. Nem mesmo a minha vida tinha algum valor sem você.
Para você eu tentei me redimir. E aprendi que esta não é uma tarefa fácil, e não pode ser feita por qualquer um.
Para você eu procurei me transformar, busquei a perfeição, me saturei de ilusões.
Mas nunca foi o bastante.
Para você eu tentei viver, para descobrir, a cada dia, que isso era impossível.
Eu queria estar aqui.
Para. Você.
__________
*Para ti

2 comentários:

jls disse...

Que triste! Esquecer-se é anular-se, e isso é o suficiente para morrermos dia apóa dia da pior forma possível...!(se bem que existem formas bem macabras de se morrer, mas...) Tentar ser o bastante para alguém,apesar de todo o esforço, nunca é o suficiente, não é mesmo? oO

*.* Dessa *.* disse...

acredito que espelhamos nos outros nossa felicidade e portanto fazemos de tudo para conquistá-la; Mas nem sempre a idéia de anular tudo pelo outro é tão ruim..um dia algo pode fazer o mesmo por vc.

beijos little flower